Goji

Goji
Lycium Barbarum

Sendo uma planta originária do Tibete e do interior da Mongólia, as bagas de Goji já há mais de 3000 anos que vêm sendo utilizadas como terapêuticas, e há registos escritos com mais de 2000 anos numa “ Materia Medica” chinesa.

A grande produção de Goji é na China, principalmente na região de Ningxia junto ao rio Amarelo. Mas já há produções no Médio Oriente e na América do Norte, bem como na Grã-Bretanha.

É rica em aminoácidos, muitos deles essenciais para o nosso organismo, além de antioxidantes (muito rica em betacaroteno), minerais e vitaminas do complexo B.

Tradicionalmente, o Goji tem sido utilizado para inflamações, problemas de pele e até dores passageiras e crónicas. Na Medicina Chinesa recomenda-se para a longevidade, para melhorar o fígado, uma visão aguçada e até mesmo para o aumento de esperma.

Estudos mais recentes têm demonstrado a eficácia do Goji em vários pontos:

– reduz o colesterol e os triglicéridos, aumentando o HDL (“bom colesterol”)
– reduz a glucose no sangue, sendo recomendada a diabéticos para melhorarem a sua sensibilidade à insulina
– estimula a apoptose (a morte) das células cancerígenas no fígado, e evita também que estas se espalhem a outros órgãos
– na leucemia também mostrou resultados positivos, potenciando mesmo o efeito da radioterapia

As bagas secas podem ser comidas assim, junto de outros frutos secos ou oleaginosos, bem como misturadas em batidos e sumos de frutas. Podem também ser demolhadas ou fervidas e bebe-se essa infusão.

Já provaram esta preciosidade?!

Sejam saudáveis e realizados!
Filipe Rocha

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *